Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

1º ciclo |2010-2012|

:

detalhe

Compromissos do 1º ciclo, 2010-2012
  • A-
  • A
  • A+
 

 Compromissos

 
COMPROMISSOS DO 1º CICLO - 2011
FUNDAÇÃO PORTUGUESA "A COMUNIDADE CONTRA A SIDA

​Titulo: Programa de Educação e Prevenção do Alcoolismo - PEPA

​Sumário: Atualmente, o abuso do álcool tem alcançado proporções massivas, e está associado a uma série de consequências adversas, das quais o alcoolismo é apenas uma pequena parte, ainda que seja a de maior relevância do ponto de vista clínico. O problema do alcoolismo transformou-se sem dúvida, num dos fenómenos sociais mais generalizados das últimas décadas. Nas últimas duas décadas este objeto de estudo e intervenção acabou por se impor, face ao reconhecimento de uma preocupante evolução de consumos e de comportamentos de consumo excessivo de álcool nos jovens.
São estas realidades que nos motivaram para a intervenção, defendendo, de igual modo, a necessidade de uma maior reflexão sobre este tema e um maior conhecimento do uso/abuso de bebidas alcoólicas em jovens e as repercussões a nível das competências sociais e escolares.
De acordo com as investigações, os consumidores regulares e abusivos de álcool apresentam um perfil de afastamento em relação à família, à escola e ao convívio com os colegas em meio escolar. Apresentam com mais frequência envolvimento com experimentação e consumo de tabaco e outras drogas ilícitas e envolvimento em lutas e situações de violência na escola.
A prevenção de comportamentos de risco associados ao álcool é um compromisso que a FPCCS tem vindo a assumir em diferentes contextos: Intervenção em bairros sociais
Constatou-se que existe um elevado número de jovens em situação de abandono escolar associado aos insucessos repetidos, à dificuldade de se integrarem e interagirem em sistemas sociais regidos por normas e em aceitarem a autoridade. Esta situação é particularmente preocupante para os jovens de classes sociais de nível cultural e económico baixo que não encontram na escola satisfação nem para as suas necessidades, nem para os seus interesses.
A falta de ocupação e motivação, tornam estes jovens vulneráveis aos comportamentos de risco, sendo desejável, por isso, que estejam ligados a uma estrutura do bairro onde residem, de forma a poderem construir referências sociais adequadas e reforçar o conceito de identidade.
Intervenção com os pais
Sendo os pais e outros adultos de referência um dos pilares de socialização dos jovens, as figuras de identificação e uma fonte de afeto, torna-se pertinente o seu envolvimento pela necessidade de intervir de forma sistémica, de informar, esclarecer e promover o desenvolvimento das suas competências parentais.
Intervenção na Escola A "Educação pelos Pares" tem-se revelado uma metodologia de sucesso e um recurso de apoio ao surgimento e desenvolvimento deste projeto de Prevenção e Educação para a Saúde, nas escolas e agrupamentos de escolas parceiras da FPCCS.
Intervenção nos Centros Educativos
Quando a escola falha e a estrutura familiar perde influência e controlo sobre o jovem, este mais facilmente adota comportamentos desviantes e de abuso do álcool e que, muitas das vezes, levam a cometer crime, sofrendo medidas de intervenção judicial, sendo a mais penalizadora a integração num Centro Educativo. É neste contexto que se torna essencial intervir de forma a desenvolver o sentido de responsabilidade e de cálculo de risco, competências necessárias à adequada reinserção social.

Intervenção em Casas de Acolhimento Temporário
As crianças e jovens que com "histórias de vida" traumáticas (negligência, abusos, maus tratos, abandono) e de rutura parcial ou total com a família, vêem-se muitas vezes obrigadas a viverem em casas de acolhimento. Tal como acontece nos centros educativos, a pertinência da nossa intervenção justifica-se pelo facto de estas crianças e jovens se encontrarem desprovidas de competências e sem capacidade de resiliência que lhes permitam enfrentar e ultrapassar os obstáculos e evitar os comportamentos de risco.
Sensibilização em contexto recreativo
Dado que o consumo excessivo de álcool potencia o envolvimento em outros comportamentos de risco, a sensibilização dos jovens, através de outros jovens (Voluntários Universitários) formados científica e pedagogicamente pela Fundação afigura-se como uma atividade de primordial importância na prevenção deste consumo excessivo.

Acreditamos que um programa e informação e educação que vise diminuir os problemas associados ao álcool, permitirá para além da minimização de danos do consumo nocivo de álcool, a redução e prevenção de outros comportamentos de risco e promover comportamentos para a saúde dos destinatários do Projeto

 

2011 29 FPCCSIDA.pdf
Voltar